Ir direto para menu de acessibilidade.
ptenfrdeites

Disciplinas de Graduação

Síntese: Introdução à entomologia, com ênfase na importância dos insetos e seu sucesso biológico. Os insetos no Reino Animal, características de Arthropoda e as Classes mais importantes. Coleta, matança, montagem, etiquetagem e conservação de insetos jovens e adultos. Morfologia externa: estudo do exoesqueleto, cabeça, tórax e abdome nos insetos. Morfologia interna: estudo dos aparelhos digestivo, circulatório, respiratório, reprodutor, sistema nervoso, glândulas e órgãos dos sentidos. Reprodução e fases do desenvolvimento, controle da ecdise e metamorfose. Estudos das Ordens de importância agrícola, seus representantes mais importantes, insetos predadores, parasitos e/ou parasitóides.
Ementa:
Síntese: Síntese: Conceitos de injúrias, prejuízos, nível de dano, nível de controle, inseto-praga, praga chave e praga secundária. Identificação de insetos-praga, predadores, parasitóides e patógenos. Métodos de amostragem de populações de insetos. Métodos de controle de insetos-praga. Estratégias e táticas de manejo integrado de pragas de culturas de importância agronômica. Prescrição de controle de insetos-praga e receituário agronômico.
Ementa:
Síntese: A disciplina tem como objetivo fornecer aos profissionais da área de Engenharia Florestal os conhecimentos básicos sobre os insetos associados às árvores e seus produtos. Estuda-se também as relações com o ecossistema florestal, buscando minimizar as perdas qualitativas e quantitativas a que se destinam as árvores, sem prejudicar o ambiente. A transferência de tais conhecimentos permitirá ao profissional da área detectar, identificar, prever, determinar a importância e mensurar as populações de insetos-praga florestais. Contribui também para analisar as causas dos surtos, planejar e aplicar os princípios e técnicas para a proteção de florestas e seus produtos, dentro dos princípios do Manejo Integrado de Pragas (MIP) tendo como base parâmetros econômicos, ecológicos e sociológicos.
Ementa:
Síntese: A disciplina aborda os tópicos de introdução à entomologia, principais métodos de controle de pragas de pastagens, manejo integrado de pragas e bioecologia e manejo de pragas de pastagens, fornecendo aos futuros profissionais da área de zootecnia conhecimento suficiente para manejar pragas de pastagens.
Ementa:
Síntese: Esta é uma disciplina eletiva oferecida a alunos de graduação em Agronomia que estão interessados em se especializar em Manejo Integrado de Pragas (MIP). Na primeira etapa da disciplina serão abordados o histórico, conceitos, bases econômicas e bases ecológicas do MIP, principais táticas de controle utilizadas de forma isolada ou integradas em estratégias de manejo, além de estratégias de manejo de resistência de pragas a inseticidas e plantas transgênicas. Na segunda etapa da disciplina serão apresentados estudos de caso sobre a ocorrência, características gerais e estratégias de manejo de insetos-pragas de importância econômica para culturas agrícolas cultivadas no Brasil e outros países. Também são realizadas várias aulas práticas onde os alunos têm a oportunidade de observar em campo, casa de vegetação e laboratório aspectos aplicados do MIP, além de visitar e entrevistar produtores rurais para conhecerem sua visão e práticas de MIP. A expectativa é de que ao final do curso os alunos adquiram conhecimentos teóricos e práticos sobre o uso de táticas de controle em estratégias de manejo de pragas-chave de culturas agrícolas de importância econômica no Brasil e no mundo.
Ementa:
Síntese: A disciplina tem como objetivo transmitir conhecimentos básicos sobre os inimigos naturais dos insetos-praga: parasitóides predadores e patógenos. Apresentar os tipos de controle biológico, conceitos de regulação e controle de populações, controle microbiano, programas de controle biológico, criação massal de parasitóides e predadores e produção de entomopatógenos. Também irá tratar de insetários comerciais de insetos benéficos e controle de qualidade de inimigos naturais, para aprimoramento das técnicas de manejo de insetos-praga.
Ementa:
Síntese: – APICULTURA – Esta parte da disciplina tem como objetivo básico, fornecer aos alunos os conhecimentos mínimos e indispensáveis da criação de abelhas e sua importância para o homem. São também abordados aspectos morfológicos, biológicos, comunicação e orientação no manejo com abelhas. Estudo de equipamentos apícolas, instalações, produtos das abelhas, plantas de interesse apícola, criações especiais, tratamento da cera, captura de enxames, pragas e doenças das abelhas.
– SERICICULTURA – Princípios básicos que norteiam a criação de base e racional do bicho-da-seda e sua importância no Brasil e no mundo. É também abordado a cultura da amoreira em seus principais aspectos fitotécnicos, as benfeitorias e sua localização, e equipamentos de base. Outra parte forte refere-se a criação propriamente dita do bicho-da-seda, envolvendo todas as etapas de uma criação moderna deste inseto. Finalmente são estudados aspectos da tecnologia sericícola no que concerne ao casulo, à seda e todos os principais parâmetros relativos a esse produto.
Ementa:
Síntese: O objetivo da disciplina Zoologia Agrícola é proporcionar conhecimento básico sobre a biologia, ecologia e fisiologia dos animais que apresentam importância (benéficos ou maléficos) para o ser humano no ambiente rural.
Ementa:
Síntese: O O objetivo da disciplina Ecologia Química é proporcionar um conhecimento sobre a importância dos compostos químicos nas interações comportamentais e ecológicas entre seres vivos. Para isto serão abordados os seguintes temas:
  • 1) Ecologia química no contexto evolutivo;
  • 2) Definição e classificação de semioquímicos;
  • 3) Recepção de químicos voláteis e não voláteis;
  • 4) Interações intraespecíficas envolvendo plantas e animais (vertebrados e invertebrados;
  • 5) Aleloquímicos nas interações entre predadores e presas e parasitas e hospedeiros;
  • 6) Aleloquímicos nas interações entre plantas e herbívoros (alomônios e cairomônios);
  • 7) Substâncias químicas envolvidas em interações mutualísticas entre plantas e polinizadores e em interações tritróficas (sinomônios);
  • 8) Semioquímicos como ferramenta no controle de pragas;
  • 9) Propriedades químicas de plantas associadas à resistência contra artrópodes pragas;
  • 10) Métodos em Ecologia Química..
    Ementa: